terça-feira, 29 de novembro de 2011

Unidos!

Para que? Qual o propósito? Em que sentido?

Judas v.22,23a
...e apiedai-vos de alguns que estão duvidosos; e salvai alguns, tirando-os do fogo; tende deles misericórdia...

Prezados amigos, rogo vos, pois, pela compaixão de Cristo que apresentei vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional e não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis que seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.
Estamos atravessando uma crise moral e ética em toda a sociedade e se não abrirmos nossos olhos hoje, os pilares que ainda nos resta se desmoronarão.

Pregamos um evangelho transparente como a bíblia ensina que é verdade e mais verdade, em busca do reino de Deus. Em se tratando de um conjunto pessoas que divulgam o evangelho, logo imaginamos que estamos todos unidos com um único propósito, mas infelizmente não é o que temos visto e então eu questiono: Unidos! Para que?

Em um momento da história os homens uniram-se para serem iguais a Deus e estarem nas alturas como intocáveis, aqueles homens conseguiram elevar o plano com sucesso até um determinado momento. Planejaram, se organizaram, executaram. Que lindo, um povo unido em um só propósito e que talvez eles apenas estivem fugindo de um novo desastre natural, afinal já havia acontecido uma vez e então necessário é prevenir-se. Estes buscavam apenas seus próprios interesses e deixaram a confiança em Deus. “Gênesis 11”
Prezados amigos, abram vossos olhos e não se deixe enganar por estes ventos de ensino que tem aparecido e cresce constantemente nestes últimos dias, a princípio parece lindo o lema, são palavras bonitas e propostas grandiosas apenas para nosso ego, mas na verdade não agregam valor algum para a vida, pelo contrário são homens e mulheres que perderam seus conceitos de valores morais e éticos, e estes apenas buscam seus próprios interesses, querendo ser iguais ou superiores a Deus, planejando, organizando e executando seus planos, mas infelizmente estes estão cegos espiritualmente. Cuidado porque Deus não permitirá está algazarra por muito tempo. Desperte enquanto é tempo, porque no momento de Deus todos estes ficarão confundidos, sem o norte para que se direcionarem e poderá ser tarde.

Cuidado ao unir-se a estes que constroem suas torres altas para serem intocáveis, não troque o certo pelo duvidoso. E conhecerei a verdade e a verdade vos libertará. Questione se a sua união é para buscar o reino de Deus ou para outros reinos terrenos, imorais, depravados, sem limites, sem transformação de vidas, sem transformação da sociedade e com final infeliz.
Finalizo com o Salmo 133 que diz:
Oh! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união! É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba de Arão, e que desce à orla das suas veste. Como o orvalho de Hermom, que desce sobre os montes de Sião; porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre.

Pr. Weslley José

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

De Mara à Elim.

Prezados amigos, é com imenso prazer que compartilho esta pequena reflexão com vós outros. Em determinado momento de nossa vida, todos nós atravessamos um deserto, seja ele pequeno ou grande, mas atravessamos e se não atravessamos, um dia o atravessaremos.
Quando se fala de deserto, logo se pensa em calor, seca, tempos difíceis, mas não é sobre estes que refletiremos. Proponho uma reflexão meus queridos amigos, sobre as águas do deserto.
Na caminha da vida é preciso passar por diversos lugares para nosso crescimento e aprendizado, assim também é a travessia no deserto, precisamos passar por Mara que significa lugar de águas amargas e é neste lugar que devemos refletir. Mara não é lugar para murmurarmos, não é lugar de praguejarmos, não é lugar de desistir e voltar, por que mesmo em Mara Deus vem ao nosso encontro e nos dá um refrigério.
Se você estiver passando por Mara, onde parece que tudo que se faz não vai pra frente. Não se desespere confie em Deus e prossiga. Pare, e pense por um momento na situação que você estava anteriormente, e olhe onde Deus te colocou e reflita sobre o que você precisa aprender e compreender. Mara é lugar de aprendizado e crescimento, lugar de reorganizar a estrutura para suportar o que está por vir.
O próximo passo no deserto será Elim, o lugar das fontes de águas doce, lugar de descanso, um manancial que saciará toda tua cede e proporcionara um reserva abundante para a jornada da vida. Fique firme, não desista, não olhe para os lados, não olhe para traz, olhe para o frente.
Filipenses 3
13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que para trás ficam, e avançando para as que estão adiante,
14 prossigo para o alvo pelo prêmio da vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.
Pr. Weslley José

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Qual a sua atitude diante de uma resposta negativa?


Prezados amigos, quero propor-lhes esta reflexão acerca de nossas atitudes diante de respostas negativas às nossas expectativas e esperanças. Questiono isto porque é muito fácil agir sob a aprovação e apoio de alguém, mas quando somos contrariados, o que fazemos?
Meus queridos, a bíblia narra uma história linda em Mateus capitulo quinze, nos versículos vinte e um ao versículo vinte e oito, história esta de uma anônima mulher Cananéia. Diz as sagradas escrituras que esta mulher vinha de muito longe gritando por socorro a Jesus e ela tinha uma expectativa de receber o que buscava diante do Senhor Jesus, mas Jesus não lhe respondia palavra. O interessante que ela não desanimou com a atitude de Jesus, pelo contrário ela insistia cada momento mais por socorro a Jesus, ao ponto que os discípulos de Jesus se incomodaram com aquilo que estava acontecendo porque o Mestre não esboçava reação e disseram a Jesus: Despede esta mulher que vem gritando atrás de nós.
Prezados, diante desta situação Jesus responde os discípulos e àquela mulher com palavras duras dizendo que fora chamado para os seus e não para os gentios. O que me deixa impressionado, não é a resposta de Jesus, mas sim a atitude daquela mulher diante destas circunstâncias onde parecia ser ignorada por aquele que ela depositava toda sua fé e esperança, onde dava entender que ela não teria direito de alcançar o que tanto almejava. Mas a mulher Cananéia chegando aos pés de Jesus se derramou e adorou gritando: Socorre-me!
Novamente o Senhor Jesus a surpreende com outra resposta negativa e ainda mais dura dizendo: não é justo tirar os pães dos próprios filhos para alimentar os cães de estimação. Queridos, diante disto a mulher parecia adquirir mais força e ainda sim insistia com o Senhor Jesus, implorando: Sim, Senhor Jesus, mas os cães de estimação também comem das migalhas que caem da mesa de seus donos. Agora diante de uma atitude como esta, o Senhor Jesus não se conteve, visto que Ele vinha ensinado e curando por todo o caminho, mas ainda não havia se deparado com alguém de tamanha fé, então o Mestre olhando para aquela anônima mulher disse: “Seja feito a ti, conforme queres”.
Agora reflita uns instantes, quais têm sido suas atitudes diante de respostas negativas? Quem sabe você busca um emprego, procura passar num vestibular em uma faculdade pública, ou talvez você tenha lutado contra uma enfermidade, quem sabe você busca uma promoção no trabalho? Mas até o momento tudo parece ser contrário como para àquela mulher Cananéia.
E então o que você tem feito? Desistiu na primeira vez que não obteve sucesso em sua empreitada? Insistiu mais uma ou duas vezes, e por ainda não ter conseguido jogou a toalha? Desanimou-se ao ponto de ficar triste com Deus porque as coisas parecem não dar certo para você.
Amigo, não desista, não pare. Nesta circunstancia onde parece tudo conspirar contra você, apesar das aparências, é momento o principal em sua vida e que vai definir o seu futuro. Sua atitude determinará seu sucesso ou fracasso. Mas eu quero lhe incentivar a insistir, e gritar se for o caso, a lutar, a chorar se for preciso, mas vá enfrente até conseguir.
            Agora é momento de fé, mas também de atitude.
            Não desista, insista e será feito como tu queres.

Pr. Weslley José

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Há novidade para você


Romanos 8.18
Porque tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para se comparar com a glória que há de ser revelada a nós.

Prezados amigos, aprendi que com a bíblia sagrada que apesar de nossos erros e deslizes nesta trajetória da vida, Deus não desiste de nós em momento algum, ao contrário Ele está sempre correndo atrás de nós para que possamos alcançar o propósito dEle em nossas vidas.
Conta-nos a bíblia no livro de Lucas capitulo quinze a parábola do filho pródigo. Onde este pede sua parte da herança a seu pai e sai pelo mundo para desfrutar e curtir a vida da maneira que ele imagina ser bom, mas ele não imaginava que tudo aquilo era passageiro, também não imaginava que ao final de tudo ele se veria solitário e desprezado por aqueles que diziam serem amigos.
Deus na figura de pai, assim como o pai do filho pródigo se mostra misericordioso e também um Deus que esquece nossos erros e falhas. A história diz que o Pai fica no portão de sua fazenda na esperança de um dia o filho voltar para sua casa, e quando isto acontece o Pai, o nosso Deus nos recebe de braços abertos e com muita alegria e satisfação, assim como ele recebeu o filho pródigo. A bíblia ainda relata que ao regressar o filho o Pai faz festa com todos os servos para receber o filho perdido que foi achado.

Lucas 15.7 diz assim:
Digo-vos que assim haverá alegria no céu por um pecador que se arrepende...

“Independente de sua situação e dificuldade neste tempo, se está longe ou perto do Pai. Lembre-se que Deus tem sempre algo maior para nos apresentar, não fique tanto tempo longe da casa do Pai, pois Ele tem novidade para você.”

Pr. Weslley José

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O que e para quem fazemos?

Prezados amigos, enquanto eu meditava no texto bíblico de Mateus vinte, me veio ao coração as perguntas: O que faço? Como faço? e Para quem faço?
O texto diz respeito ao grande dia do Senhor e no final do capítulo há uma explicação e como, onde e para quem fazer.
Não é difícil encontrarmos alguém afirmando fazer algo para Deus, ou mesmo nós, quantas vezes afirmamos que fizemos e fazemos para Deus. A pergunta que não quer calar é: Será?
O Salmos vinte quatro afirma que do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e todos aqueles que nele habitam, então, o que e como fazemos para Deus, se tudo é dEle? O próprio salmista entendeu estas questões, tanto é que ele se indagava: O que darei eu ao Senhor,...?
Reflita comigo, parece-me ser mais atraente e popular ser líder, estar no comando da situação, mas lembre-se que naquele dia muitos dirão ao Senhor: eu fui líder, pastor, cantor, em teu nome preguei, até curei, fiz isso e aquilo, mas Ele dirá: apartai-vos de mim porque não vos conheço.
Mas quanto aos que não ambicionaram coisas que satisfazem apenas o ego, mas sim, acolheram os desamparados, alimentaram os famintos, retiraram os grilhões dos acorrentados, perdoaram e não condenaram. Quanto a estes o texto em questão afirma que o Mestre dirá, vinde, benditos de meu Pai, pois tive fome e me deste de comer, tive sede e me deste de beber, tive frio e me aqueceste.
Todos quantos fizer a um dos pequeninos e necessitados, para Deus o faz.
Como e o que você tem feito para Deus?
Isaías 58, leia e reflita...

Pr. Weslley José

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Perdão

E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
Mateus 6.12

Prezados amigos, desde crianças somos ensinados a orar e uma das primeiras orações que aprendemos no lar, nas creches, nas escolas e nas igrejas é a oração do Pai nosso, a oração que o próprio Mestre ensinou. Não estou falando de uma oração que os cristão fazem, estou falando da oração que muitos fazem, independente de seu credo religioso.
O interessante é que se fizéssemos uma pesquisa sobre o assunto, perguntando quem sabe a oração do Pai nosso, tenho certeza que noventa por cento saberia a oração de cor, mas infelizmente nem tudo que sabemos de cor e salteado é o que praticamos.
Na oração do Pai nosso quero destacar apenas uma frase para refletirmos por um momento: “Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”
Estamos inseridos num período em que muito se incentiva a pratica narcisista, o eu é superior a tudo e a todos, o amor a si mesmo é tão grande que excede o amor ao próximo, causando desastres imensuráveis na sociedade. O efeito negativo é tão grande que passamos por cima do óbvio sem perceber e ignoramos até mesmo o que pregamos.
Perdoa as nossas ofensas; pedir perdão pelos nossos erros é fácil e também comodo, visto que a obrigação de perdoar é do próximo, mas a problemática inicia-se quando completamos a frase; “assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”. Agora reflita comigo, se Deus nos perdoar apenas como nós perdoamos nossos devedores. Como será?
O texto é claro: “perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido”, tem um condição nesta frase, mas infelizmente o nosso interesse é de ser perdoado e não de perdoar com isto atropelamos o principal na oração.
Jesus ensinou a perdoar o nosso semelhante “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas. Mateus 6:14,15” em outra ocasião Jesus foi questionado: “Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete. Mateus 18:21,22”
Perdoar é preciso.
Se assim fizermos a palavra de Deus nos garante:
* Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro.
Isaías 43.25
* E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniquidades.
Hebreus 10.17

Pr. Weslley José

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Jesus a Pedra Angular

I Pedro 2

Prezados amigos a pedra de esquina ou pedra angular, de fato tem sido motivo de discussões teológicas, apesar de meu parco conhecimento lhes proponho alguns minutos de reflexão sobre o assunto.
Em um momento Jó argumentava muitas coisas, e seus amigos replicavam, e ele triplicava até que Deus entra em cena, surgindo de um redemoinho colocando Jó contra a parede e começa a inquirir sobre a edificação do universo, dentre as muitas perguntas feitas a Jó, uma se destaca:
Jó 38.6. Sobre que estão fundadas as suas bases (da Terra), ou quem assentou a sua pedra de esquina (da Terra), ...?
Neste texto podemos ver o próprio Deus dando uma aula de estruturação, arquitetura, engenharia e etc...
Em outro texto bíblico encontramos o profeta Isaías (19.13), dizendo: Loucos tornaram-se os príncipes de Zoã, enganados estão os príncipes de Nofe; eles fizeram errar o Egito, aqueles que são a pedra de esquina das suas tribos. Aqui podemos compreender a pedra de esquina ou angular como a figura chefe e central de um povo, aquele que conduz.
E quando chegamos em I Pedro no capítulo 2 o apostolo aconselha-nos a abandonarmos toda a malicia, todo engano, e fingimento, e invejas, e todas as murmurações e também nos exorta a desejar como bebês o leite racional e não falsificado para que cresçamos, tornando-nos pedras vivas e casas espirituais. Este são os ensinamentos dos apóstolos por Cristo Jesus, e quem crê e segue terá um futuro próspero em Deus, mas quem não crer ela servirá como pedra de tropeço.
Podemos compreender perfeitamente o porquê de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo ter sido chamado a pedra de esquina. Por que ele veio ao mundo para edificar raízes sólidas as quais podemos nos escorar sem titubear.

Pr. Weslley José

sexta-feira, 8 de julho de 2011

1 Coríntios 13

Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas não tiver amor, nada serei.
Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá.
O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.
Pois em parte conhecemos e em parte profetizamos;
quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.
Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.
Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Intolerância

Romanos 12.9-21
...Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens...

Prezados amigos, já estava com saudades de compartilhar um momento de reflexão com vós outros, mas hoje quero que você dê uma olhadinha para o seu lado e reflita sobre o este período que estamos atravessando.
Há poucos dias vimos o caso da gerente de sorveteria em Curitiba-PR, onde segundo a polícia local suas amigas de trabalho planejaram o crime por motivo fútil, sorvetes ou dois reais de sorvete. Se assistirmos os jornais veremos que todos os dias acontecem brigas no trânsito, por motivo fútil, sem expressão alguma, isto porque um dia alguém esbofeteou seu companheiro ao invés de dialogar e me parece que todos adotamos esta atitude insana.
Quantas mães estão perdendo seus filhos, quantos filhos estão perdendo seus pais, quantas esposas estão perdendo seus maridos, quantos, quantos?
Motivo fútil, sim, motivo fútil...
Onde vamos parar?
Onde está o amor?
Onde está a paciência?
Onde está o diálogo?
“Cadê” Que é de a tolerância? “Cadê?” Que é de?
Por este motivo que eu vos convido a voltar às escrituras sagradas pois nelas, nós encontramos muitos conselhos para aplicarmos em nossas vidas e fazendo isto mudamos a história, em parte, mas se alguém não fizer, onde terminaremos?
O apostolo Paulo em sua carta aos romanos no capítulo doze a partir do versículo nove, instrui-nos sobre o amor fraternal, sobre a tolerância, ele nos exorta a dialogarmos, a compreendermos o próximo e se assim fizermos estaremos cooperando para uma sociedade de fato fraterna e pacifica.
Que Deus abençoe o Brasil, bem como todas as nações.

Pr. Weslley José

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Vida, e vida abundante

…Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância...
João 10.10b


Prezados amigos, o Jesus que eu prego, o Jesus do qual eu escrevo semanalmente algumas poucas linhas aqui neste blog, afirmou categoricamente que veio até aqui em terra viver entre homens para que você e eu tenhamos vida e a tenhamos em abundância. Alguém pode assustar e até pensar, mas como, se eu já tenho a vida?

Certa vez um companheiro de trabalho me disse que eu iria me surpreender depois da morte quando eu me deparasse com o nada, e eu lhe repliquei com a mesma afirmação dizendo que ele também seria surpreendido porque vai encontrar o julgamento de Deus.

Prezados, o quero frisar hoje, é sobre a vida abundante que Jesus prometeu. Jesus não quer que vivamos apenas, mas Ele deseja que abundemos em viver ou seja tenhamos vida eterna com Ele. Sim vida eterna. “João 6.47 Asseguro-lhes que aquele que crê tem a vida eterna.”

Hoje é possível encontrar muitas pessoas sobrevivendo, mas Jesus veio para que estas não sobrevivam, mas sim, para que estas vivam e vivam abundantemente.

Pare e reflita, como você tem vivido ou você tem sobrevivido? Talvez você seja uma destas pessoas que sobrevivem nos dias atuais, mas Jesus quer entrar em sua vida, para você passar a viver, e viver abundantemente, com Ele eternamente.

Procure uma igreja evangélica próxima de sua casa e deixe Jesus fazer morada em sua vida e então você começará a desfrutar um novo patamar de vida e mais, terá a vida em abundância.

Que o Senhor te abençoe e te guarde.

Amém.


Pr. Weslley José

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Deserto

"Portanto, eis que eu a atrairei, e a levarei para o deserto, e lhe falarei ao coração."
Os. 2.14


Prezados amigos,
Demorei, mas aqui estou para refletirmos um instante sobre o DESERTO.
Quando se fala em deserto logo pensamos em lugar inóspito, sol causticante, escassez de água, miragens, frio, vento... O fato é que o deserto realmente representa tudo isto que falamos, mas hoje o assunto é mais abrangente porque nós não caímos de paraquedas em um deserto, mas nós somos levados para o deserto pelo próprio Deus, para ali falar aos nossos corações.
Em princípio o deserto é desesperador, pavoroso, e nos estimula a desistir de enfrenta-lo. Mas veja que interessante é o deserto, porque o indivíduo que entra nele, vai com todas as bagagens e mantimentos possíveis para suportar o período, no entanto ao percorrer os primeiro quilómetros ele logo percebe que não chegará longe se estiver carregando peso e consequentemente começa a aliviar sua carga e quando dá conta já está apenas com um alforge de água em mãos, enquanto a água não acaba.
Assim é nossa vida quando Deus nos atrai para o deserto, e chegamos cheios de ego, presunção, altivez e outras coisas que não preciso citar. Então, Ele permiti que passemos um, dois e até três dias, talvez anos sob um sol causticante para que possamos nos despojar das bagagens que trouxemos. Ele quer que nós nos livremos do velho homem, e para tanto é necessário que deixemos algumas tralhas caírem nas areias do deserto e serem soterradas pelas imensas ondas deste mar de areias.
Deserto é lugar de renascimento espiritual, lugar de reconstrução emocional, lugar de reflexão e este Deus amoroso, nos conduz para o deserto para que estejamos a sós com Ele, visto que muitas vezes enquanto estamos em região urbana, rodeados de amigos, Ele nos chama, grita, movimenta os braços, pede para alguém chamar nossa atenção e contudo não o escutamos. Mas quando estamos no lugar onde Ele quer que estejamos então ele fala conosco e nós o escutamos com facilidade, também o buscamos com mais frequência e o relacionamento com Ele se ajusta de maneira sublime.

Deus está disposto a esquecer todas as bagagens que trouxemos, Ele está disposto a de fato lançar no mar do esquecimento todos as tralhas que arrastamos, Ele também quer que nós atravessemos o mais breve possível o deserto, nós não precisamos ficar dando voltas e mais voltas para aprendermos o que Ele nos ensina. Escutemos a voz de Deus neste dia, deixemos Ele falar ao nosso coração e o deserto se findará "de pronto".

Lembre-se: Depois do deserto sepre vem o manancial.

Pr. Weslley José

quarta-feira, 18 de maio de 2011

O Senhor é o meu Pastor

O Senhor é o meu pastor; nada me faltará.
Salmos 23.1

Caros amigos, o texto do Salmo 23.1 é um dos mais lindos e proféticos da bíblia sagrada. Infelizmente muitos leem este verso dos salmos e o interpreta ao seu bel prazer, atraindo para si falsas expectativas e promessas infundadas. Com a não concretização destas fantasias sem base bíblica, estes por sua vez se revoltam com a vida, muitas vezes com o próprio Deus, caindo em murmurações, sem falar daqueles que abandonam a fé.
Se atentarmos para o salmo em questão veremos que dentro desta pequena e bela frase existe uma verdadeira lição, que nós os leitores e praticantes para palavra devemos observar.
A palavra pastor em seu sentido etimológico diz respeito àquele que guarda, que guia, que apascenta. Destarte, podemos afirmar que o salmista Davi ao eleger a palavra pastor sabia exatamente o que estava falando, pois ele foi um pastor de ovelhas no princípio de sua carreira, pastor este que conduzia e defendia suas ovelhas (I Samuel 17.34). Ele também sabia que o real sentido de ser ovelha, é deixar ser guiado, é ser obediente e outras características que são peculiar da ovelha.
Podemos concluir que o salmo “O Senhor é meu o pastor; nada me faltará.” de fato nos trás uma segurança imensurável, mas também se faz necessário que estejamos em alerta para que promessa possa se cumprir em nossas vidas, porquê para o Senhor ser nosso pastor, nosso guia, nosso defensor, nosso provedor, implica em um detalhe importantíssimo que é o de ser ovelha.
Quem quer ser ovelha em tempos de leões, quem quer ser obediente, quem quer sofrer calado, quem aceita levar algumas cajadadas quando necessário, quem está próximo de seu pastor o bastante a ponto de conhecer a sua voz?
Pergunto:
O Senhor é seu pastor?
Deus te abençoes e que você de fato seja uma ovelha no aprisco do Senhor, a sim, nada te faltará.

Pr. Weslley José

sábado, 14 de maio de 2011

DEUS!

Diz o tolo em seu coração. Não há Deus.
Salmo 14.1
Como pode alguém negar a existência de Deus.
Como pode alguém ver o nascimento de um bebê e dizer, não há Deus.
Como pode alguém olhar para a natureza e dizer, não há Deus.
Como pode alguém olhar para os animais e dizer, não há Deus.
Como pode alguém olhar para o universo e dizer, não há Deus.
Seria o mesmo que dizer, EU NÃO EXISTO.
Eu vejo DEUS.
Eu vejo DEUS no nascituro.
Eu vejo DEUS no bebezinho.
Eu vejo DEUS na natureza.
Eu vejo DEUS nos animais.
Eu vejo DEUS no universo.
Eu vejo DEUS em VOCÊ.
EU EXISTO.
Pr. Weslley José

terça-feira, 10 de maio de 2011

Ora a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova daquilo que se não vêem.
Hebreus 11.1

Como falar sobre fé em tempos que a incredulidade esta aflorada?
Como crer em palavras se tudo que se prega é show?
Como acreditar em um Deus invisível, quando se tem difundido deuses visíveis?

Mas eu quero lhes chamar a atenção sobre a fé.
Primeiro, fé é firme fundamento, que diz respeito a solo, a pé no chão, a convicção, a certeza e a defesa.
Segundo, fé é a coisa que se espera, ou seja, o alvo, o objetivo e a sua motivação. 
Terceiro, fé é a prova do que não se vêem, mesmo que não seja possível enxergar, é por isso que devemos lutar, é por este abstrato que guerreamos, sim é pelo invisível que saltamos muralhas, que enfrentamos gigantes.

Acredite, empreenda, confie e lute bravamente.

Se não fizermos assim. O que somos? Por que fazemos? Para que vivemos?

Pense.
Jesus te ama.

Pr. Weslley José.

domingo, 8 de maio de 2011

Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

quarta-feira, 4 de maio de 2011

A Verdadeira Religião.

Tiago 1.27
A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como sincera e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e, especialmente, não se deixar corromper pelas filosofias mundanas.

Desde a queda do homem (Gn 3), a humanidade vive um estado de rebelião contra Deus, que se intensifica a cada século, apesar de todos os aparentes movimentos observados no mundo. Diante de todos estes movimentos religiósos, o mundo continua em declínio em todos os sentidos e podemos observar dois fatores que colaboram para este declínio da humanidade: a falsa religiosidade e o cumprimento das escrituras sagradas.
O fato de que as palavras que estão redigidas na bíblia sagrada estão se cumprindo e continuarão até chegar o fim, é indiscutível, queira você acrediatar ou não. Mas o que chama a atenção diante deste contexto em que vivemos, são as religiões que tem tomado conta de todo mundo, no entando tem se visto pouca diferença na vida das pessoas, quando na verdade a verdadeira religião dever ser vista através de nossos atos, assim com o próprio apostolo Tiago afirma em sua carta, "eu te demonstrarei minha fé mediante as obras que realizo".

Pr. Weslley José

segunda-feira, 2 de maio de 2011

A Visão do Cristo Glorificado

Apocalipse 1:13 - E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro.

João foi o único dos apóstolos a permanecer ao pé da cruz com Cristo. Ele testemunhou o corpo desnudo de Jesus sangrando no madeiro, para que os nossos pecados fossem perdoados.

Imagino a surpresa quando ele vê o Cristo Celestial vestido até os pés com uma roupa comprida. Jesus queria lhe transmitir uma mensagem: "João, eu venci a vergonha e a humilhação, e o Pai me honrou com vestes reais".

Você recebeu de Deus vestes de salvação (Is 61.10), e será trajado de linho fino na eternidade (Ap 19.14). Cristo vencerá toda a vergonha e humilhação que você está sofrendo.

Permaneça firme! Há vestes celestiais reservadas para você.

Pastor Sérgio Fernandes

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Servir

Nos últimos dias de Jesus com seus discípulos eles celebraram a ceia e imagino que naquele dia não tinha escravos, apenas aqueles que o seguiam constantemente, todos estavam atônitos olhando e ouvindo as palavras de seu Mestre.

Talvez tenha passado minutos ou horas, imagino que por um minuto Jesus parou para observar seus discípulos e até pensar sobre as lições que Ele havia ensinado, quem sabe o mestre não questionou; será que eles compreenderam o que eu vim passar?
Então Jesus levanta-se pata mais uma vez ratificar tudo que Ele veio ensinar e busca uma bacia com água e uma tolha, se abaixa no chão em direção aos pés de um de seus discípulos e começa a fazer o que um escravo de menor escalão deveria ter feito.

Um minuto de silencio!
Ninguém entende o que está acontecendo...

Jesus vai até os pés de Mateus e ele fica sem reação, depois Ele chega aos pés de João e também esta atônito. Os discípulos estavam tão pasmos com tal atitude que imagino eles olhando uns para os outros como se dissessem:

- Nós é que deveríamos estar lavando os pés do Mestre.

E chegado à vez do terceiro, ele logo se manifestou e disse:
- Senhor o tu não vai lavar meus pés.
Jesus respondeu dizendo:
- Pedro se eu não te lavar você não tem parte comigo.

Jesus Cristo estava ensinado que todos devemos servir ao próximo com alegria.

As vexes parece humilhante ter de servir alguém de menor poder aquisitivo, menos estudos. O que vão pensar de mim?

Mas Jesus não queria e não quer discípulos que fazem obras pensando em serem vistos, Ele quer que nós sirvamos com alegria e intrepidez, foi este o reino que Jesus proclamou.

Descer para subir.

Sim. SERVIR e SERVIR.


Pr. Weslley José

Chamados

"O outro lado, é o lugar para o qual fomos chamados para ministrar a graça de Deus as pessoas feridas e aprisionadas. O outro lado é onde o caráter de Cristo que fora formado em nós, agora, começa a fluir de nós.
Se encorajado pelo fato de que há pessoas do outro lado que estão esperando por nossa chegada. Nós possuímos as chaves para a libertação destas pessoas e também de suas famílias por gerações ainda nem nascidas. Nós nos tornamos as "Boas Novas" para aqueles que estão perecendo do outro lado."

Don Wilkerson

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Chamados Para Sermos Semelhantes a Cristo

Há pouco tempo, uma querida senhora cristã me dizia: “Estou descobrindo o propósito de minha vida através de um curso que estou fazendo”. Ela terminava um curso de dois meses destinado a ajudar pessoas a descobrir o seu chamado; ela disse que todos no curso estavam ansiosos para descobrir o seu propósito.

Ouvi um pastor no rádio anunciando algo parecido. Ele se oferecia para ajudar os ouvintes a descobrirem quais eram os seus dons espirituais. Caso solicitasse o questionário, o preenchesse e o enviasse, a equipe dele iria avaliar os seus dons pessoais; e aí lhe diriam como encontrar o seu lugar no corpo de Cristo.

Um frustrado casal de ministros me escreve dizendo, “Temos procurado descobrir quais as maneiras de atendermos ao chamado de Deus em nossas vidas. Mas encontramos um sem número de obstáculos. Estamos muito desencorajados, e às vezes temos vontade de desistir!”. Talvez esse casal busque os recursos que os anteriores estão usando.

Estou certo de que tais recursos ajudam de certo modo. A Bíblia diz que Deus dá dons ao Seu povo, e creio que há chamados especiais. No entanto estou convencido pelas escrituras de que há só um propósito crucial para todos os crentes. Os nossos chamados específicos estão reunidos neste único propósito, e todo dom provém dele. Caso percamos de vista este propósito, todos os nossos desejos e buscas serão em vão.

Jesus sintetiza o nosso propósito essencial em João 15:16: “Vocês não me escolheram, mas eu os escolhi para irem e darem fruto”. O nosso propósito é basicamente esse: somos chamados e escolhidos para darmos fruto.

Por David Wilkerson

Reconstruindo o Templo

Ageu 1.5
Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Aplicai o vosso coração aos vossos caminhos.
Ageu 1.6-8
Semeai muito e recolheis pouco; comeis, mas não vos farteis; bebeis, mas não vos saciais; vesti-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário recebe num saquitel furado.
Assim diz o Senhor dos Exércitos: Aplicai o vosso coração aos vossos caminhos.
Subi o monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei e eu serei glorificado, diz o Senhor.

No 1º ano de Ciro rei da Pérsia 539 a.C., para que se cumprisse que fora dito pelo profeta Jeremias, o rei ordenou ao povo que subisse a Jerusalém e edificasse um templo, a casa de Deus.
16 anos a obra ficou abandonada, negligenciaram a reconstrução do templo.
O mais interessante aqui nesta passagem em que o profeta Ageu é escolhido para trazer o oráculo Divino ao povo.  Mesmo ele falando a centenas de pessoas, ele se utiliza de uma ordem direta e individual da parte do Senhor dos Exércitos: Aplicai o vosso coração aos vossos caminhos. Ele está ordenando para cada indivíduo olhar para dentro de si e refletir, analisar os seus feitos e suas negligências.
Muitas vezes conjecturamos um mundinho fantástico para nós, preparamos um ambiente agradável para nós mesmos, uma religiosidade que não agrada a Deus, uma falsa visão de cristianismo, uma falsa visão de evangelho, ou seja, uma vida de mentiras, hipocrisias, e então Deus diz: é tempo de viverdes em casas estucadas enquanto a casa principal está deserta?
Deserta de que? Abandonada, Sem Deus e sua glória e seu amor, sem Jesus e sua graça e sem o Espírito Santo e suas consolações.
No 2º ano do rei Dario, 521/520 a.C. Vem a palavra do Senhor ao profeta a Ageu para exortação do povo à edificarem o templo.
·         Considerei o vosso passado;
- por negligenciarem o templo eles trabalhavam e não colhiam, trabalhavam e não recebiam.
·         Subi o monte;
- entra na minha presença
- Deus diz, quero ficar mais perto de você
- Moises subiu ao monte para falar com Deus
·         Trazei madeira;
- “Cruz”
- Acácia = madeira incorruptível.
- Jesus carregou a cruz com o peso dos pecados de todo o mundo.
- nós também devemos levar a nossa cruz, mesmo se estiver pesada ou se o monte estiver muito acentuado, devemos permanecer firmes.
·         Edificai a casa;
- começar a colocar as pedras no devido lugar.
Promessas:
·         Agradar-me-ei da casa.
·         Serei glorificado
·         Encherei de gloria a casa
Ageu 2.9 “a glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor do Exércitos.

Pr. Weslley José 

sábado, 16 de abril de 2011

Síndrome do Apartheid Religioso

João 17.21a
“Para que todos sejam um”
Estas palavras foram ditas por Jesus Cristo em sua oração sacerdotal, “para que todos sejam um” e não para sejam grupos distintos disputando a melhor porção. Esta enfermidade espiritual é lamentável, mas tem se espalhado por todos os lados onde tenho passado.

Origem dos Judeus
Gênesis 12.1-2
• Abraão
• Isaque
• Jacó (Israel)

Origem dos Samaritanos
2 Reis 17.24-41

• Miscigenação. (mistura de raças em 722 a.c.)
• Falta de temor a Deus.
• Desgraças. (fúria dos leões)
• Retorno de Sacerdote. (tentativa repreender a praga dos leões)
• Sincretismo. (mistura de varias doutrinas, temiam ao SENHOR, mas permaneciam adorando seus deuses conforme seus costumes)

O que é Apartheid?
• Ocorreu em meados dos anos 1948 a 1994 na África do Sul, foi um sistema de segregação racial adotado pelo partido nacional, no qual os direitos da maioria dos africanos foram cerceados pelo governo formado pela minoria branca.
• É a presunção de um ser, que dissemina e influencia outrem a repudiar alguém ou um povo.

Apartheid religioso
• Judeus repudiam os Samaritanos
• Quem é mais santo (Lucas 10.33)
• Qual o lugar correto de adoração (João 4.23)

Apartheid religiosa nos dias atuais:
​Infelizmente tenho visto o apartheid dentro de nossas igrejas, sim é isto mesmo, não se choquem, pois é o que está acontecendo todos os dias:
Pessoas fazendo grupinhos, acepção de pessoas, tratamento preconceituoso e parcial;
Pessoas declarando abertamente que são melhores de que as outras;
Alguns afirmando que sua igreja é melhor que a outra, quando na verdade nós deveríamos  propagar o amor de Deus e a transformação que Ele proporciona na vida das pessoas.
​O propósito de Jesus para a humanidade é de que “todos nós sejamos um em amor e fé”, foi para isto que Ele deu sua própria vida na cruz do calvário para que todos sejam um nEle e não apenas para uma parcela da sociedade.
​Deixemos esta presunção de lado e voltemo-nos ao primeiro amor, onde todos tem acesso a Deus e a salvação e não apenas o meu ou o seu grupo.
​Para concluir deixo estes versículos para que vocês possam refletir o que de verdade Deus está buscando.

· O fariseu e o publicano.
Lucas 18.10-14
10. Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano.
11. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano.
12. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.
13. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!
14. Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.

Pr. Weslley José